Iniciou os seus estudos musicais com sete anos na escola de música de Lanhelas (Caminha) com o professor Cesário Lagido.
Aos nove anos ingressou na Banda de Música de Lanhelas como clarinetista, tendo chegado ao posto de 1º Clarinete 3 anos depois.
A convite do maestro José Vicente S. Mañez integrou a “Agrupación Musical do Rosal” (Espanha) tendo participado em vários festivais Internacionais de Bandas Sinfónicas.
Participou no Masterclasse de Direcção ministrado pelo maestro holandês Jan Cober,
Licenciou-se em Relações Internacionais na Universidade do Minho e frequentou, anos mais tarde, o curso de mestrado em Comércio Internacional.
Foi Director Musical da Tuna Universitária do Minho e do Grupo de Música Popular da Universidade do Minho e fez formação em instrumentos de Corda (Guitarra, Bandolim e Cavaquinho) em Braga.
Participou como Clarinetista convidado na Banda Sinfónica Minho-Galaica e integrou a Banda Sinfónica do Alto Minho como Clarinete Principal (Solista).
Foi Director Musical e integrou o Grupo “Alma Acústica” – Braga.
Leccionou Clarinete, Flauta Transversal e Guitarra na Escola de Música “João da Costa e Silva”, Lanhelas.
Integrou a Banda Sinfónica de Lanhelas (Clarinete Principal) e foi clarinetista convidado no 1º Estágio da Banda Sinfónica Sá de Miranda – Amares 2008.
Foi contramestre da Banda de Música de Lanhelas durante 10 anos.
Concluiu o curso de Música no Conservatório da Fundação Calouste Gulbenkian – Braga, concluindo a formação em Clarinete (5º grau) e Flauta Transversal (8º grau). Frequentou o curso livre de Flauta Transversal na Universidade do Minho com o professor Gil Magalhães durante 3 anos
Integrou o “Ensemble de Flautas” da Universidade do Minho e participou no Masterclassse de Flauta Transversal com o Prof. Félix Renggli (2009).
Actualmente, para além de professor de Flauta Transversal, Clarinete, Guitarra, Bandolim e Cavaquinho em várias escolas no norte do país, desenvolve a actividade de maestro, produtor musical e director artístico.
É diretor musical do projecto “Opera per Tutti” (Braga) e dos grupos: "Sons do Minho" (Viana do Castelo) , dirige ainda alguns grupos de cordas e grupos tradicionais
É membro do grupo “Tramadix” – Braga (Jazz, Bossa-nova, World music) e do grupo “Canto Daqui” (Braga).
Como maestro destaca-se no projecto "Amigos maiores que o pensamento", sendo da sua autoria todos os arranjos musicais e as orquestrações congregando Orquestra Sinfónica, Grupo Tradicional e Coro.
Este projecto lançou em 2012 um CD duplo intitulado “Tributo a Zeca Afonso”, gravado ao vivo no concerto de 2011 no Theatro Circo de Braga.
Em 2012 lançou um DVD gravado ao vivo na Casa da Música do Porto.
Realizou a orquestração de um musical para a Orquestra da Academia de Vila Verde.
Em 2012 foi convidado pela RTP para integrar o júri do Festival da Canção.
Em 2013 fundou a Orquestra de cordas do Alto Minho congregando mais de 40 jovens todos eles seus alunos nas várias escolas onde lecciona.
Dirigiu a Orquestra Sinfónica e Coro do Conservatório Gulbenkian de Braga.
Integra a Academia Sond’art desde 2013.
Lecciona Flauta Transversal na Escola da Banda de Música de Antas (Esposende) e na Escola de Música da Banda Musical de Monção.
Costuma fazer reforço com a Banda de Antas, Banda de Amares, Banda de Lanhelas, entre outras.
Frequenta o nível III da Academia Europeia de Direcção de Banda e Orquestra de Sopros com os maestros Javier Viceiro e Ian Cober.
É maestro da Orquestra Filarmónica de Braga e da Banda Musical de Oliveira.

� Banda Musical de Oliveira - Todos os direitos reservados